Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

Arquivo para a categoria ‘Anne Rice-Vida-dos-Bruxos-Mayfair’

Anne Rice – As Vidas dos Bruxos Mayfair 4 – Taltos

A Editora Rocco é editora de Anne Rice no Brasil e publicou o livro As Vidas dos Bruxos Mayfair 4 – Taltos que tem a seguinte sinopse e pode ser encontrado no link da Submarino acima.

Anne Rice é uma das escritoras de maior sucesso da literatura atual. Seus romances góticos são objeto de culto no mundo inteiro, principalmente as badaladas séries das Crônicas Vampirescas e das Histórias dos Bruxos Mayfair, a que Taltos dá continuidade.
Mais do que um livro, o que a autora pretende é apresentar um mundo particular. Se em A hora das bruxas, Rice apresentou a família Mayfair – uma dinastia oculta de Nova Orleans, que a cada geração tem um de seus membros designados para receber os poderes de uma entidade conhecida como Lasher, em Taltos, uma das Mayfair, Rowan, gera uma outra criatura. Anne Rice foi descobrir no folclore húngaro a figura do Taltos – um feiticeiro com poder de descobrir e combater bruxas. A autora expandiu esse conceito para criar seu próprio Taltos, um ser complexo que já nasce com habilidades de adultos.
É um antigo Taltos, chamado Ashlar, que revela os detalhes da linearidade e desta mitologia: os Taltos, perseguidos pelos celtas, buscaram abrigo entre uma tribo chamada os Pequenos (The Picts). Esta tribo britânica impressionou Anne Rice por ter controlado a Escócia durante séculos, desaparecendo depois completamente, deixando apenas alguns estranhos artefatos para provar a sua existência.
Taltos possui todos os elementos típicos da autora: conflitos pessoais, tramas paralelas e uma rica tapeçaria de elementos históricos, religiosos e da cultura pop – dando dimensões épicas ao mundo sobrenatural.
Anúncios

Anne Rice – As Vidas dos Bruxos Mayfair 3 – Lasher

A Editora Rocco é editora de Anne Rice no Brasil e publicou o livro As Vidas dos Bruxos Mayfair 3 – Lasher que tem a seguinte sinopse e pode ser encontrado no link da Submarino acima.

A fé e o conhecimento profundo das questões da espiritualidade seriam sem dúvida o impulso que leva a escritora Anne Rice a construir uma obra toda voltada para os mistérios ocultos da vida e para as estranhas energias que dão aos seres humanos poderes mágicos, vida e morte. Em Lasher, ela conta mais uma trajetória fantástica de várias gerações de bruxas de Nova Orleans: a incestuosíssima família Mayfair, milionária e moderna, porém marcada pelo demônio que percorre a sua linhagem através dos séculos.
Lasher, publicado em 1993 nos Estados Unidos, é na verdade a continuação de A hora das bruxas, escrito em 1990. A hora das bruxas termina quando a supercirurgiã Rowan Mayfair e seu marido Michael Curry dão vida à entidade no tapete de sua sala. Ao nascer, Lasher se levanta e vai ao encontro de sua mãe, seqüestrando-a e levando-a para longe, com a idéia fixa de se reproduzir e repovoar a terra com sua espécie.
A fecundação é imediata, mas a reprodução impossível, a menos que o demônio encontre alguém com a conjunção ideal de homem e mulher com 92 cromossomas. A história começa neste ponto de tormento. Rowan tentando se libertar da tirania do filho, enquanto dá à luz a Emaleth, irmã e mulher de Lasher. O romance é mais do que este conflito. É toda a vida das gerações Mayfair. É a bruxinha Mona Mayfair, de 13 anos, que tenta seduzir todos os parentes, especialmente o tio Michael. Todas elas são histórias deliciosas do tio-fantasma Julien.

Anne Rice – As Vidas dos Bruxos Mayfair 2 – A Hora das Bruxas 2

A Editora Rocco é editora de Anne Rice no Brasil e publicou o livro As Vidas dos Bruxos Mayfair 2 – A Hora das Bruxas 2 que tem a seguinte sinopse e pode ser encontrado no link da Submarino acima.

Em A hora das bruxas, a autora mais uma vez exorciza seus demônios e fantasmas, narrando a saga de uma família na qual durante quatro séculos sucedem-se contos de feitiçaria e forças ocultas. Recria com realismo uma dinastia de bruxos, tendo como ponto central a família Mayfair, uma classe subversiva que cresceu e prosperou dedicando-se à magia negra, convivendo pacificamente com incesto, assassinatos e um espírito meio divindade celta, meio demônio, chamado Lasher. O romance se desenrola cronologicamente para a frente e para trás, passando por Nova Orleans e San Francisco atuais e deslocando-se até o Haiti ou um castelo na França de Luís XIV. As bruxas de Anne Rice não pilotam vassouras: são mulheres mafiosas, ocultas sob uma delicadeza fútil, e para elas a bruxaria é a ciência mais confiável.

Anne Rice – As Vidas dos Bruxos Mayfair 1 – A Hora das Bruxas

A Editora Rocco é editora de Anne Rice no Brasil e publicou o livro As Vidas dos Bruxos Mayfair 1 – A Hora das Bruxas que tem a seguinte sinopse e pode ser encontrado no link da Submarino acima.

Após desfilar a fascinante galeria de vampiros e múmias que a tornaram uma das mais famosas escritoras americanas, Anne Rice mergulha no universo da bruxaria em A hora das bruxas. Considerada uma das maiores escritoras de terror erótico, Anne Rice mistura com equilíbrio elementos góticos e modernos, numa narrativa romântica, de extrema crueldade, mas de paixões arrebatadoras.
Em A hora das bruxas, a autora mais uma vez exorciza seus demônios e fantasmas, narrando a saga de uma família que em quatro séculos vive entre feitiçaria e forças ocultas. A família Mayfair é o ponto central de uma dinastia de bruxos, que cresceu e prosperou dedicando-se à magia negra. Entre os Mayfair, convive-se pacificamente com o incesto, os assassinatos e com o espírito meio divindade celta, meio demônio, chamado Lasher.
O romance se desenrola cronologicamente para a frente e para trás, passando por Nova Orleans e São Francisco atuais e deslocando-se até o Haiti ou a um castelo na França de Luis XIV. As bruxas de Anne Rice não pilotam vassouras: são mulheres mafiosas, ocultas sob uma delicadeza fútil. Para elas, a bruxaria é a ciência mais confiável.
Desde o final da década de 60, quando especializou-se na “síndrome da jugular”, a autora de Entrevista com o vampiro angaria legiões de fãs que aumentam dia após dia.