Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

Arquivo para a categoria ‘Paul Erdman’

Paul Erdman – A Crise de 79


A Editora Nova Fronteira publicou há alguns anos, o livro A Crise de 79 de Paul Erdman que tem a seguinte sinopse:

Considerado o melhor romance de Paul E. Eardman, “A crise de 79” trata de um conflito atual: o mundo da alta finança do petróleo.

Um romance realista que descreve a Revolução do Irã de 1979, início da derrocada da indústria do ocidente. O romance centra-se na figura principal do xá do Irã, É dele que depende o futuro do mundo ocidental. A narrativa gira em torno de ambições ilimitadas, sonhos destemidos pelo poder e de grandes manobras financeiras secretas.

O protagonista da história é um banqueiro cínico e financista genial, convocado pelos árabes para manobrar a vasta rede de lucros acumulados pelos produtores do petróleo. Ao seu lado, está a bela Ursula Hartman, filha de um dos cientistas nucleares mais cobiçados. É através dela que toma consciência de que os árabes sauditas enfrentam o grande problema de lidar com a ambição sem limites do xá de querer dominar o petróleo do Oriente Médio.

O autor
Paul Emil Erdman nasceu em Ontário, Canadá, no ano de 1932. Foi um dos principais escritores empresariais e financeiros dos Estados Unidos. Sua especialidade é escrever romances baseados em crises monetárias e de tendências históricas às complexas questões do mercado financeiro internacional.

Devido a uma denúncia de comércio não autorizado de cacau e demais acusações na obra “A Billion Dollar Sure Thing”, foi condenado a nove anos de prisão. Depois de pagar a fiança e ser liberado, continuou a escrever o que ele próprio chama de fi-fi (ficção financeira). Em 1974, publicou “Prata O Bears”, adaptado para o cinema.

Sua maneira lúcida de escrever faz com que leitores não acostumados se familiarizem com conceitos complexos financeiros, como as taxas de juros e de movimentos financeiros mundiais.

Anúncios

Paul Erdman – O Golpe de Um Bilhão de Dólares


A Editora Circulo do livro publicou o livro O Golpe de Um Bilhão de Dólares de Paul Erdman que tem a seguinte sinopse:

Um ladrão de extrema habilidade para arrombar cofres. Um dia abre um determinado cofre e dele retira um dossiê com uma capa vermelha. Sem saber, acabava de provocar um processo que levaria o mundoa um dos mais sensasionais acontecimentos financeiros do século: ou um colapso total do dólar americano ou o início do maior golpe financeiro privado da história. Ou ambos.

Paul Erdman – O Pânico de 89



A Editora Record publicou há algum tempo o livro O Pânico de 89 de Paul Erdman que tem a seguinte sinopse:

Admiradores de A Crise de 79, de Paul Erdman, encontrarão aqui a mesma combinação de finanças de alto nível e talento político, imaginação ousada e rápida ação física. Quase todas as predições de Erdman em A Crise de 79 se realizaram. Só o leitor da trama habilmente montada desta obra poderá decidir se O Pânico de 89 é plausível ou uma obra de ficção…

Paul Erdman – Cupom Zero


A Editora Record lançou o livro Cupom Zero de Paul Erdman que a seguinte sinopse:

Um expert do mercado financeiro efetua operações ilegais e amarga uma detenção por três anos. Ao sair, planeja tornar-se o maior especulador financeiro do mercado. Para tanto, utiliza alguns milhões de dólares escondidos em bancos suíços. Um thriller financeiro de tirar o fôlego.

Paul Erdman – A Armação


Encontrei por acaso em um sebo o livro A Armação de Paul Erdman que me chamou atenção pela descrição da contra-capa, logo após a compra comecei a ler e não consegui parar de ler até o final, o livro é excelente e dá uma visão muito boa sobre o mercado financeiro de forma romaneceada. Veja a sinopse abaixo:

Charles Black tinha acabado de se aposentar de seu cargo como presidente do Federal Reserve Bank – Banco Central dos Estados Unidos – quando fez uma viagem à Suíça para o que ele achava ser uma reunião… mas era mais do que isso. Na Suíça, Charles Black foi preso sob a acusação de vender informações confidenciais. Um crime pelo qual recebeu meio bilhão de dólares. A pena para este tipo de crime é de trinta anos de reclusão. Black, que é inocente, só tem um objetivo em mente desde então: descobrir quem é o autor desta armação.