Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

Arquivo para a categoria ‘Luis Fernando Verissimo’

Luis Fernando Verissimo – O Cachorro Que Jogava Pelo Ponta Esquerda

A Editora Rocco está publicando O Cachorro Que Jogava Pelo Ponta Esquerda de Luis Fernando Verissimo que tem a seguinte sinopse:
Esqueça os craques, os lances ensaiados, as bolas geniais. Em O cachorro que jogava na ponta esquerda, Luis Fernando Verissimo deixa de lado os estádios, as copas, os passes e os cartolas para contar a história de um time de futebol de várzea dos menos profissionais.
O Nosso Time não tinha camisa, hino, nem 11 homens. Só sete – isto é, se você contar Canhoto, o cachorro do título, como um. Mas esse time de pernas de pau vai enfrentar a partida de suas vidas quando desafiam os gêmeos Moreirinha e Moreirão, donos do organizado, uniformizado e profissional Universal Futebol e Regatas.
Na preparação daquela partida que vai morar para sempre na memória daqueles seis jovens (e do cachorro, quem sabe), conhecemos Roberto Saveiro Trota, o goleiro de penteado inflexível, Cascão; armador que devia a precisão de seus passes à sujeira que se acumulava nas canelas; Orlandinho, o técnico que ninguém ouvia, e Sombra, o único que realmente jogava bola, mas que ninguém sabia onde morava e tinha o grave defeito de só aparecer para jogar quando lhe desse na telha.
Durante a partida contra um time maior, com um juiz vendido, vai valer de tudo para ganhar: chantagem, cócegas e até o inesperado passe de um jogador de quatro patas. Tudo contado pelos passes leves de Luis Fernando Verissimo, craque conhecido pelo drible fácil nos clichês que assolam nossos campos e nossas letras.

Luis Fernando Verissimo – Time dos Sonhos

A Editora Objetiva está lançando o livro Time dos Sonhos de Luis Fernando Verissimo que tem a seguinte sinopse:

Time dos Sonhos é diversão garantida, cortesia do maior craque do humor brasileiro.
Em uma das crônicas reunidas aqui, Luis Fernando Verissimo fala de mais uma criação memorável sua, o Marciano Hipotético. O alienígena visita a Terra de tempos em tempos e costuma ficar perplexo com o que vê. Ao lermos os textos de Verissimo, nos sentimos um pouco como o Marciano. Isso acontece por que o autor tem o dom de nos surpreender sempre, mostrando o mundo de ângulos inusitados.Aqui, ele lança seu olhar astuto sobre o universo futebolístico, tão caro a nós brasileiros. Com o seu texto enxuto e elegante, ele examina os paradoxos do esporte, que vai do épico ao mundano no tempo de duração de um passe. Algumas crônicas nos colocam para pensar, como a que afirma que o futebol é uma mistura de xadrez com boxe. Outras nos arrancam risos, como a que abre o livro, sobre um coração que vai parar na Copa do Mundo. A maioria delas provoca as duas reações.

Luis Fernando Verissimo & Zuenir Ventura – Conversa Sobre o Tempo

A Ediouro está publicando o livro Conversa Sobre o Tempo de Luis Fernando Verissimo e Zuenir Ventura que tem a seguinte sinopse:

Uma conversa emocionante, reveladora e divertida entre dois grandes escritores brasileiros, autores de vários best-sellers, Luis Fernando Veríssimo e Zuenir Ventura. Eles falam de Família, Amizade, Paixões, Política e Morte. A conversa é mediada pelo escritor e jornalista Arthur Dapieve.

Luis Fernando Veríssimo – Os Espiões

A Editora Objetiva lançou um novo livro de Luis Fernando Veríssimo chamado Os Espiões, veja a sinopse abaixo:

Um dos maiores escritores do país e mestre da literatura de humor, constrói, neste livro, uma alegoria híbrida de mitologia, humor e mistério.

Ainda se curando da ressaca do final de semana, na manhã de uma terça-feira, o funcionário de uma pequena editora recebe um envelope branco, endereçado com letras de mãos trêmulas. Dentro, as primeiras páginas de um livro de confissões escrito por uma certa Ariadne, que promete contar sua história com um amante secreto e depois se suicidar. Atormentado por sonhos românticos, esse boêmio frustrado com seu casamento, e infeliz no trabalho, decide tomar uma atitude: descobrir quem é Ariadne e, se possível, salvá-la da morte anunciada.

Na mitologia grega, ela ajuda Teseu a sair do labirinto. No entanto, Verissimo cria uma Ariadne ao contrário, que vai enfeitiçando o protagonista e seus amigos de bar, os deliciosos e risíveis espiões deste livro. Linha a linha, como um fio costurando a comédia ao drama cotidiano, o autor gaúcho constrói a teia de onde seus personagens talvez não escapem – um universo alegórico, diabolicamente engraçado e culto, que também captura o leitor até o final desse enigma.

Luis Fernando Verissimo – Internacional Autobiografia de Uma Paixão


Há alguns anos, foi lançado o livro Internacional autobiografia de uma paixão de Luis Fernando Verissimo, onde o nobre escritor conta a história do Sport Club Internacional, é um belo livro e vale a pena ser lido, independentemente para qual time você torce. Fica a diga e a sinopse abaixo:

“É uma felicidade que o melhor do homem seja a sua capacidade de lembrar. Um escritor é surpreendido na frase pela intromissão gloriosa da memória – e da melhor memória, a da infância, da primeira adolescência, dos fatos insubstituíveis e fundadores da existência. O Luis não devia nada. Já construiu uma reputação como cronista, incomum na economia da frase, nas doses de ironia e sarcasmo, atento observador desse divertido cotidiano; um escritor que é uma multidão quase todo dia. Não devia absolutamente nada. Mas agora, com Autobiografia de uma paixão, o futebol por sua inesgotável exigência de que sejamos diante dele o que sempre fomos, em fidelidade, aprumo e compromisso, revela um Luis anterior ao Luis que quase todos conhecem e admiram. Este livro são as memórias do guri da Felipe de Oliveira, da vó elma, dos eucaliptos, das primeiras escolhas definitivas sobre a vida que devem ter valido para as grandes decisões: escrever ou não escreve, casar, deixar o Rio, fazer desenhos. Enfim, os méritos que o livro repassa são como uma dádiva da escrita, da percepção das coisas e dos homens, da invejável ironia que não permite ao autor sentir-se acima do leitor, do sarcasmo com que sabe destituir as imponências, e esse olhar compreensivo e solidário que tem sobre o mundo, tudo isso é pouco diante do que esse livro concede ao leitor, o Luis memorialista. Só mesmo o futebol.”

Luis Fernando Veríssimo – Comédias Brasileiras de Verão

A Editora Objetiva está publicando um novo livro de Luis Fernando Veríssimo chamado Comédias Brasileiras de Verão que tem a seguinte sinopse:

Nesta mais nova compilação de crônicas, Verissimo leva todo seu humor cirúrgico do cotidiano às férias da classe média, período em que afloram as neuras, implicâncias e sentimentos mais arraigados neste grupo, objeto preferido de análise do gênio gaúcho.Em Comédias Brasileiras de Verão, Luis Fernando Verissimo coloca uma lupa sobre o dia a dia da classe média nacional, quando ela sai de férias e afloram seus desejos e obsessões. Ao analisar as ambiguidades humanas, o gaúcho, com seu olhar bem-humorado, revela as fraquezas nossas de cada dia. O resultado é um raio X crítico, mas muito divertido, da família brasileira. Por exemplo: uma mulher se depara com um sujeito deprimido em um bar e decide arrastá-lo para o seu apartamento. “Sabe que você, péssimo, fica ótimo?”, diz ela. Um marido resolve abandonar sua esposa e casar com outra. O que o leva a tomar essa decisão não é a beleza da sua nova amada, e sim… a omelete que ela sabe preparar. Estes são alguns dos personagens irresistíveis encontrados em Comédias Brasileiras de Verão. Tímido, o autor só parece descontraído na capa dos seus livros. Tudo que ele não fala, todas as observações que não faz em público, porém, formam a matéria dos seus textos impagáveis, que retratam existências deliciosamente banais, marcadas por paixões e ódios, vícios e extravagâncias.

Luis Fernando Verissimo – Festa de Criança

A Editora Atica publicou o livro Festa de Criança de Luis Fernando Verissimo pode ser encontrado no site da submarino no link acima e tem a seguinte sinopse:
Depois da guerra de brigadeiro, o Chico vem pedir mais doce e o pai da aniversariante diz para ele dar uma lambida na cabeça do Paulinho. O bolo também já era, pois a Cândida sentou em cima, depois de ter praticado hipismo com o cachorro, que fugiu da casa desesperado, com uma jarra caríssima amarrada ao rabo… Você vai rir até dizer chega com as travessuras das crianças e os apuros dos adultos. São 36 histórias que mostram, com muito humor, que a vida pode ser uma grande festa.