Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

Arquivo para a categoria ‘Tony Bellotto’

Tony Bellotto – Buraco


A Cia das Letras está publicando Buraco de Tony Bellotto que tem a seguinte sinopse:

Teo Zanquis está na praia, em Ipanema, falando consigo mesmo. E a história que ele conta é a sua própria, a de um guitarrista de uma banda de rock de um único sucesso nos anos 80, cujos discos só podem ser encontrados em sebos musicais do centro de São Paulo. A vida profissional e artística de Zanquis atingiu muito rápido seu apogeu para, em seguida, com a mesma rapidez, mergulhar no mais retumbante esquecimento.
Mimetizando às avessas sua história de vida, Tony Bellotto põe em cena, em No buraco, um tipo solitário, que caminha sem ilusões para a velhice ruminando as estripulias de seus tempos de glória e juventude. Mas isso não impede que Teo busque o amor no corpo de uma jovem coreana, nem que estreite laços de amizade com figuras de quem ele jamais imaginaria se aproximar em seus tempos de semi-ídolo do rock nacional, como a dona Gladys, velha e excêntrica vizinha da quitinete onde ele mora.
A história de Teo, narrada num tom confessional que praticamente embute o leitor na pele do personagem, acaba resvalando num curioso plot detetivesco de desfecho tão inesperado quanto brilhante, narrado com um humor ácido e contundente.

Anúncios

Lançamento – Tony Bellotto – Os Insones

Está chegando as livrarias, lançado pela Cia das Letras, o novo livro do escritor Tony Bellotto chamado Os Insones, que também é o grande guitarrista do Titãs e escreve excelentes livros políciais.
Numa cidade onde a violência, além de dominar os morros e ditar regras de comportamento, conquista os corações e mentes dos jovens, os insones se multiplicam. Neste livro, todos estão sujeitos a uma brutal ansiedade, a começar pelo pai apavorado com o sumiço da filha e torturado por dores na coluna, até o aparentemente sereno jovem decidido a mudar omundo na marra, passando por traficantes encurralados, agentes infiltrados e policiais vivendo sob tensão constante.Samora é negro, mora no Leblon e quer mudar o mundo. Sofia é branca, mora em Ipanema e está desaparecida. Seu irmão Felipe coleciona armas escondido dos pais. Mara Maluca é meio mulata, meio índia, mora na favela e é capaz de atrocidades inenarráveis.Chayene pinta as unhas de vermelho e negro e quer ser atriz. São todos muito jovens e têm urgência, muita urgência.Tony Bellotto faz, em “Os Insones”, a crônica de uma sociedade permeada pela violência e pela inquietação. A unir os personagens, além da trama repleta de conexões e desdobramentos, está um traço comum de inadequação no mundo, uma vontade de agir e de mudar, se não a sociedade, ao menos a própria vida.